Africa Oil & Power Impulsiona Conteúdo Local de Moçambique Através de Workshops Técnicos

Veja a versão em inglês aqui

  • A Africa Oil & Power (AOP) realizou hoje os seus Workshops Técnicos de Gás e Energia de Moçambique 2021.
  • Os workshops virtuais foram realizados por empresas líderes em Moçambique e visaram uma série de temas, incluindo conteúdo local, desenvolvimento de capacidades e geração de eletricidade a partir de gás.
  • Dedicados exclusivamente a mostrar as iniciativas progressivas de energia e não energia que se realizam em todo o país, os workshops foram uma progressão até ao Moçambique Gás e Energia 2021 (MGP 2021), que está reprogramado para mais tarde neste ano.

A Africa Oil & Power (AOP) realizou hoje o seu dia de seminários técnicos de Moçambique Gás & Energia (MGP) 2021, com o objetivo de melhorar o conteúdo local e a transferência de conhecimentos na crescente indústria energética de Moçambique. Os workshops foram realizados utilizando um formato virtual, a fim de permitir que a audiência global do AOP pudesse assistir e participar, e visaram uma série de assuntos incluindo o desenvolvimento de capacidades, infraestruturas críticas, segurança e comunidade e a realização de negócios através da cadeia de valor da energia. A série de workshops foi conduzida por empresas líderes na África Subsaariana em parceria com o Ministério dos Recursos Minerais e Energia, a Empresa Nacional de Hidrocarbonetos, a Câmara Africana de Energia, a Câmara Moçambicana de Petróleo e Gás e a Attitude HR. As sessões incluíram a apresentação de perguntas, participação em sondagens e trabalho em rede com convidados ilustres.

Os workshops técnicos centraram-se nos conteúdos locais dentro do sector energético de Moçambique e incluíram uma mesa-redonda liderada pela Deloitte, com pontos de discussão específicos orientados para métodos de reforço da participação das empresas locais, o aumento da inclusão das mulheres e desafios sectoriais que dificultam os conteúdos locais. As sessões ofereceram um olhar integral sobre o valor do conteúdo local em Moçambique através de oradores notáveis, incluindo Natalia Magaia Camba, Diretora de Conteúdo Local do Instituto Nacional do Petróleo de Moçambique; Victor Tivane, Diretor de Conteúdo Local da ENH; Thomas Rodriguez, Gestor de Conteúdo Local de Moçambique LNG da Total; Shauki Musallam, Gestor do Território Médio Oriente e África da Polati da Rússia; António Fumo, Diretor de Conteúdo Local da Sasol; e Marco Correia, CEO da Duys.

“Precisamos de ser capazes de aprender com outros países e outros erros do mercado”, afirmou Correia. “Somos plenamente capazes de direcionar conteúdos locais e devemos estar preparados com os parceiros certos que estejam interessados em desenvolver connosco conteúdos locais. Precisamos de estar equipados com as competências certas e com financiamento barato. Moçambique tem a mão-de-obra disponível e pessoas que podem ser facilmente ensinadas e qualificadas”.

Para além dos conteúdos locais, os seminários ofereceram uma discussão aprofundada sobre o valor das infraestruturas de gás para produção de eletricidade para África, na qual uma apresentação perspicaz da TAQA Arábia e exemplos de casos de estudos detalhados enfatizaram as vantagens socioeconómicas e de eletrificação associadas a este recurso. Os membros do painel incluíram Khaled Abubakr, Presidente Executivo da TAQA Arábia; Adly Kafafy, Vice Presidente para África & Novos Empreendimentos da TAQA Arábia; e Michael Konadu, Diretor de Crescimento Comercial da GE Power África Subsaariana no Gana.

“Se tiverem um fornecimento de energia fiável, terão uma economia fiável”, afirmou Khaled Abubakr. “Ter infraestruturas e gasodutos fortes ajudará os países a equilibrar a escassez de gás e a rentabilizar o excedente”. Tipicamente, o que está a acontecer em Moçambique, é que há um foco nas instalações de exportação que será bom para o excedente e a monetização, mas o passo seguinte é desenvolver as infraestruturas, tais como gasodutos, para concentrar as exportações na região”.

“A África precisa de eletricidade a preços acessíveis”, afirmou Michael Konadu. “O gás pode fornecer eletricidade acessível, fiável e sustentável a toda a região. Não se pode estar envolvido no sector da eletricidade sem estar envolvido no sector do gás”.

Ao reunir investidores globais e decisores políticos na indústria do petróleo, gás e eletricidade para este programa de workshops técnicos focalizados, a AOP pretende impulsionar mais investimento e desenvolvimento na indústria energética transformadora de Moçambique.

Share:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Latest Posts

Subscribe For Updates

Sign up for latest news and event info

Copyright © 2021 Africa Oil & Power. Privacy Policy · Terms of Use

Africa Oil & Power Transforms into Energy Capital & Power

The transition represents the company’s commitment to the future of energy investment, sustainability, inclusiveness and diversification.
Subscribe to our newsletter for more updates